O Ministério da Educação desmentiu a notícia do Correio da Manhã, segundo a qual o governo teria dado indicação para que fossem retirados os nomes de santos das escolas
O Ministério da Educação desmentiu a notícia do Correio da Manhã, segundo a qual o governo teria dado indicação para que fossem retirados os nomes de santos das escolasO site Portugal Diário adianta a reacção do Ministério da Educação, apontando a explicação para o decreto-lei n. º299/200que define as regras para a denominação dos estabelecimentos de ensino. assim, é necessário criar designações e denominações com que as comunidades educativas se identifiquem, adianta o decreto.
a notícia do Correio da Manhã, a que a Fátima Missionária fez referência adianta que a gerou alguma polémica em agrupamentos do distrito de Braga, com várias pessoas a recusarem o riscar do nome da terra. Diz o artigo 2 no decreto-lei que as escolas podem ter o nome da localidade onde se situa o estabelecimento. No caso de Lisboa, há muitas freguesias com nomes de santos.
No decreto-lei não há nenhuma referência concreta à religião, nem para dizer que é autorizado, nem para proibir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *