Meia centena de pessoas foram queimadas vivas numa igreja em Eldoret, no oeste do Quénia. São já três centenas, o número de mortos nos confrontos após as eleições presidenciais, adianta a agência Lusa
Meia centena de pessoas foram queimadas vivas numa igreja em Eldoret, no oeste do Quénia. São já três centenas, o número de mortos nos confrontos após as eleições presidenciais, adianta a agência LusaOs corpos foram resgatados da igreja onde centenas de pessoas estavam refugiadas dos confrontos. Um voluntário, anónimo, da Cruz Vermelha adiantou essa informação à agência aP. Os confrontos causaram já mais de 70 mil refugiados, adiantou a Cruz Vermelha, em conferência de imprensa.
O líder da oposição, Raila Odinga, derrotado por Kibaki, afirma que o governo é culpado de genocídio . as imagens aéreas da região mostram centenas de casas e abrigos incendiados e estradas cortadas por bloqueios populares.
Em causa estão as irregularidades no processo de eleição presidencial, com acusações mútuas dos dois lados. Kibaki foi proclamado presidente no último domingo, e eleito para um segundo mandato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *