O bispo “verde” , como lhe chama o jornal espanhol El país conta aos leitores a greve de fome que Luís Cappio fez durante quase um mês, até perder a consciência
O bispo “verde” , como lhe chama o jornal espanhol El país conta aos leitores a greve de fome que Luís Cappio fez durante quase um mês, até perder a consciência Cappio não é um ingénuo e nem um fundamentalista. Todos o consideram um homem de fé que tem 40 anos dedicados aos mais pobres e a estudar o rio São Francisco, símbolo para ele da vida que oferece água aos camponeses ribeirinhos, e cujos 2. 8 mil quilómetros percorreu durante um ano junto com um sociólogo e um agricultor para, em seguida, escrever um livro , descreve o El País.
Consideram-no um Dom Quixote da ecologia . O jornal lembra que a luta contra a obra de transposição do rio São Francisco vem de 2005. Nessa greve de fome, de onze dias, Lula da Silva concordou em receber o prelado e discutir com ele o projecto.
O projecto de levar água ao nordeste pobre e semiárido é uma possibilidade tratada desde os tempos do império, mas que ninguém se atreveu em levá-lo adiante, temendo um desastre ecológico, a morte do rio e os problemas que sofreriam as 12 milhões de pessoas que vivem às margens do rio , diz o correspondente do jornal.
O El País adianta ainda que Lula quebrou a promessa feita ao bispo e que, apesar dos 14 recursos no Supremo Tribunal Federal mandou a obra avançar. Já com alta hospitalar, o bispo regressou à diocese para ganhar forças e seguir dando dor de cabeça ao poder .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *