O Papa espera que o Natal traga consolo para os que vivem rodeados de pobreza, injustiça e guerra e apelou a soluções justas para os conflitos do Iraque, da Terra Santa, afeganistão e África
O Papa espera que o Natal traga consolo para os que vivem rodeados de pobreza, injustiça e guerra e apelou a soluções justas para os conflitos do Iraque, da Terra Santa, afeganistão e ÁfricaNa tradicional mensagem natalícia Urbi et Orbi, o Santo padre expressou o desejo que a luz de Cristo, que chega para iluminar todo o ser humano, brilhe e traga consolo àqueles que vivem na pobreza, injustiça e guerra.
Neste dia de paz, pensemos sobretudo nas zonas onde ressoam as armas: nas martirizadas terras de Darfur, da Somália e do Norte da República Democrática do Congo, nas fronteiras da Eritrea e Etiópia, em todo o Médio Oriente, em particular no Iraque, Líbano e Terra Santa, afirmou Bento XVI.
aos milhares de fiéis reunidos na praça de São Pedro e ao mundo, a sua mensagem foi transmitida em directo para 57 países, o Pontífice considerou que o Natal deverá trazer esperança para aqueles que ainda lhes vêem negadas as suas legítimas aspirações para uma existência com mais segurança, saúde, educação, emprego estável, e com plena participação civil e política, livres de opressão e protegidos das condições que ofendem a dignidade humana.
Numa referência à protecção ambiental, o Papa lembrou o número de migrantes, refugiados e deslocados está a aumentar por causa dos frequentes desastres naturais, muitas vezes causados por distúrbios ambientais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *