O bispo da cidade brasileira de Barra terminou ontem, 20 de Dezembro, a greve de fome, por “recomendação médica”
O bispo da cidade brasileira de Barra terminou ontem, 20 de Dezembro, a greve de fome, por “recomendação médica”Luiz Flavio Cappio, de 61 anos, terminou a greve de fome de 23 dias, em protesto contra as obras de transvase do Rio São Francisco, mas advertiu que tal não significa que abandone a luta. No dia anterior havia desmaiado ao saber da decisão do Supremo Tribunal Federal de autorizar o recomeço das obras.
Depois da alta médica, no mesmo dia, no fim da missa na cidade de Sobradinho, pediu a um amigo que lesse uma carta onde explica o fim da greve da fome. Em causa estão os danos ambientais e das populações se fora alterado o curso do rio, defende o prelado.
No mesmo dia, foram dados a conhecer os vencedores do primeiro lote de licitação do transvase. a obra vai custar três mil milhões de dólares e prevê a construção de 720 quilómetros de canais que desviarão a água daquele rio – o terceiro com maior caudal do país – para a pobre e árida região nordeste do Brasil.
Em 2005, o bispo já fizeram uma outra greve da fome, de 11 dias, até conseguir a promessa de que o projecto seria modificado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *