O bispo auxiliar de Cartum faz uma visita de nove dias a Portugal, para lembrar a difícil situação no Darfur, onde onde já morreram mais de 200 mil pessoas
O bispo auxiliar de Cartum faz uma visita de nove dias a Portugal, para lembrar a difícil situação no Darfur, onde onde já morreram mais de 200 mil pessoasO périplo pelo nosso país inclui a permanência de três dias em Fátima onde reunirá com o reitor do Santuário e bispo de Leiria-Fátima, a 7 de Dezembro. No dia seguinte, solenidade da Imaculada Conceição fará uma conferência sobre a situação da Igreja no Sudão, às 15h30, na Casa Carmo.
a 9 de Dezembro, celebrará a eucaristia das 11h, na igreja da Santíssima Trindade. No programa desta visita que inclui uma passagem pelo Porto e Braga estão ainda previstas várias conferências e o lançamento de dois livros.
Em entrevista à secção portuguesa da Fundação ajuda à Igreja que Sofre, uma das promotoras desta viagem e elemento da Plataforma por Darfur, Daniel Marko Kur adwok acusa o governo sudanês de querer fazer reviver a civilização árabe e islâmica no Sudão, sem espaço para quaisquer outras religiões ou culturas . O Partido do Congresso Nacional, parte da Frente Islâmica Nacional de Hassan El Tubabi, assumiu o poder através de um golpe militar, em 1989, e prossegue, desde então, uma política de islamização das instituições públicas ou privadas , diz o bispo.
Em quatro anos de guerra civil, a violência na região do Darfur causou 2. 4 milhões de deslocados e refugiados e mais de 200 mil mortos, número que as autoridades sudanesas alegam ser, apenas, nove mil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *