No ciclo de conferências das monjas dominicanas, Hermí­nio Rico dedica este seu terceiro debate à polaridade entre crentes e “os outros”. a 8 de Dezembro
No ciclo de conferências das monjas dominicanas, Hermí­nio Rico dedica este seu terceiro debate à polaridade entre crentes e “os outros”. a 8 de DezembroNós e os outros é o ponto de partida de Hermínio Rico, s. j. , para o terceiro debate do ciclo de conferências Pensar e viver as polaridades, que está a ser realizado todos os meses desde Outubro pela comunidade de monjas dominicanas do Mosteiro de Santa Maria, em Lisboa. Este encontro terá lugar a 8 de Dezembro, na solenidade da Imaculada Conceição.
agora, é a vez do director da revista Brotéria – Cristianismo e Cultura abordar a relação entre crentes e não-crentes, a partir da equação nós e os outros. Os números deste ano da revista mostram a atenção a este tipo de questões, com temas de capa como Jesus Cristo em Lisboa, Eutanásia: algumas reflexões e No horizonte das ciências da cultura
a recusa de extremismos é o ponto de partida de reflexão das dominicanas, sobre os diálogos e as pontes que se podem estabelecer – pensar e viver as polaridades: De resto, tem experiência, sabe que em todas as coisas há sempre a sua parte de erro, e que nada se ganha em examinar muito a fundo. Sabe também que é preciso viver, e que a vida não é possível sem concessões mútuas e sem um certo justo meio’.
a iniciativa, que decorre até Maio, apresenta-se como Encontros do Lumiar, já teve dois momentos de debate sobre Consensos: a verdade sacrificada?, por Mateus Cardodo Peres, o. p. , e a crítica das instituições, por antónio Matos Ferreira.
No sábado, dia 8 de Dezembro, a partir das 15h30 tem lugar a conferência, seguida de uma eucaristia, a realizar no Mosteiro de Santa Maria, na Quinta do Frade, à Praça Rainha D. Filipa, no Lumiar, em Lisboa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *