O presidente da República de Timor-Leste anunciou que vai propor José Manuel Durão Barroso e a União Europeia (UE) para o Prémio Nobel da Paz de 2008, adianta a Lusa
O presidente da República de Timor-Leste anunciou que vai propor José Manuel Durão Barroso e a União Europeia (UE) para o Prémio Nobel da Paz de 2008, adianta a LusaJosé Ramos-Horta fez este anúncio durante a cerimónia de transferência para a Comissão Europeia da Casa da Europa, um edifício histórico no centro de Díli até agora conhecido como ‘Uma Fuko – Casa da Cultura’, em tétum. antes comunicou a sua ideia ao presidente da Comissão Europeia, que se encontra em visita oficial ao país. Durão Barroso afirmou estar sensibilizado pela proposta de José Ramos-Horta.
a construção da UE enquanto instituição multi-nacional, multiétnica e pluralista, democrática e solidária não tem paralelo na história, são as razões que, segundo José Ramos-Horta, justificam a atribuição do galardão. O chefe de Estado timorense considera que Durão Barroso merece a distinção do Comité Nobel em Oslo pelo seu papel central na dinamização de uma Europa mais sensível aos problemas e aspirações dos povos mais pobres.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *