a Igreja em Portugal “é totalmente conservadora”. E” isto tem de dar uma volta”, afirma o bispo das Forças armadas, em entrevista ao Jornal de notícias
a Igreja em Portugal “é totalmente conservadora”. E” isto tem de dar uma volta”, afirma o bispo das Forças armadas, em entrevista ao Jornal de notíciasJanuário Torgal Ferreira exorta a Igreja em Portugal a dar uma volta e a falar do desemprego , da violência contra as mulheres, das purgas contra as crianças, da pouca vergonha instalada na Justiça. Na entrevista emitida pela antena 1, o prelado questionou: Porque é que não se fala do desemprego, da violência contra as mulheres, das purgas contra as crianças, da pouca vergonha instalada na Justiça? .
Depois da ‘visita ad limina’ onde o Papa aconselhou a Igreja portuguesa a fazer mudanças, o bispo das Forças armadas sublinha a necessidade dessas alterações. E defende que em muitas coisas também o Papa deve dar uma volta , a começar por escutar mais os bispos portugueses.
Na entrevista, Januário Torgal Ferreira adianta que há obras mais necessárias que privilegiariam crianças ou idosos, quando questionado sobre o dinheiro gasto na construção da nova igreja da Santíssima Trindade. aquilo que eu acho que faz falta em Portugal, a partir da Igreja, é humanidade , acrescentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *