a dignidade e o valor da pessoa humana, além da intenção de poupar sucessivas gerações das guerras por questões culturais são princípios que visam a convivência pacífica dos povos
a dignidade e o valor da pessoa humana, além da intenção de poupar sucessivas gerações das guerras por questões culturais são princípios que visam a convivência pacífica dos povosSabia que em Portugal residem pessoas de, pelo menos, 174 origens nacionaisdiferentes? Que existem muitas formas diferentes de dizer Bom dia, como está? e adeus, até próxima? Que existem pessoas que não comemoram o Natal mas outras datas igualmente importantes para a comunidade religiosa a que pertencem?
Estas são algumas curiosidades deste Portugal multi-racial, multicultural e de diferentes comunidades religiosas que devem ser tidas em consideração, particularmente hoje, quando se assinala o Dia da tolerância.
O alto Comissariado para a imigração e diálogo cultural adianta 44 ideias simples para promover a tolerância e celebrar a diversidade. Feito com a ajuda de várias comunidades que vivem em Portugal, o livro sugere a abertura de cada pessoa ao diferente, a outros povos e outras realidades.
Corria o ano de 1995 quando a UNESCO declarou o dia 16 de Novembro, Dia internacional para a tolerância. O objectivo é sensibilizar a opinião pública para a diversidade cultural, religiosa, étnica, social e linguística.
É assinalado hoje nos mais variados pontos do mundo, tendo 185 Estados como signatários. Mas a história deste dia remete para a Declaração de Paris, assinada no ano das Nações Unidas para a tolerância. No documento os estados participantes reafirmaram a fé nos direitos humanos fundamentais e ainda na dignidade e valor da pessoa humana, além da intenção de poupar sucessivas gerações das guerras por questões culturais, para tanto devendo ser incentivada a prática da tolerância, a convivência pacífica entre os povos vizinhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *