a solidariedade para com as crianças do Djibuti faz-se em pequenas peças que servem de ponte de ligação entre as duas comunidades
a solidariedade para com as crianças do Djibuti faz-se em pequenas peças que servem de ponte de ligação entre as duas comunidadesBordados, doces, cerâmicas, vidro, peças decorativas, são muitas as peças que compõem esta exposição-venda a favor das crianças do Djibuti promovida pela comunidade da Chainça. a mostra foi inaugurada de modo simbólico, a seguir à eucaristia e está patente durante a tarde deste domingo, dia de São Martinho.
O fruto da venda destes objectos e peças reverte a favor das crianças do Djibuti, onde os missionários da Consolata trabalham. Os trabalhos foram entregues não só por senhoras da Chainça mas também de São Mamede, Santa Catarina e arrabal para que pudessem ser vistos e adquiridos.
Isto é um grão de areia, afirmou Maria Luísa, uma das Mulheres Missionárias da Consolata e elemento da organização desta festa missionária, durante a abertura da exposição. Tal como uma grande construção é feita de muitos grãos de areia, Maria Luísa espera que esta iniciativa seja uma ponte entre a Chainça e o Djibuti. Uma ligação feita com material do amor, da solidariedade, frisou.
Maria Luísa defendeu que temos de começar a não dormir bem na nossa cama, a não comer na nossa mesa porque há gente que não tem o que comer, onde dormir.
a presidente da Câmara de Leiria, Isabel Damasceno salientou a enorme solidariedade patente nesta mostra, o que é prova evidente que há um grande coração e vontade de ajudar os outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *