De porta em porta, os mais pequenos mantêm viva a tradição neste Dia do bolinho e também Dia de todos os santos
De porta em porta, os mais pequenos mantêm viva a tradição neste Dia do bolinho e também Dia de todos os santosÓ tia dá bolinho por amor do seu santinho? é uma das frases utilizadas, neste dia 1 de Novembro, Dia do Bolinho. Há outros que pedem o Pão por Deus .
Durante o dia, mas sobretudo durante a manhã, resiste ainda a tradição de dar bolinho. À tarde, são menos as crianças e o tempo é mais reservado para receber os amigos.
Se nas comunidades com moradias têm a tarefa mais fácil, a verdade é que os blocos de apartamentos nem sempre ajudam. a cidade tem alterado um pouco a tradição e são muitos os miúdos que na escola desenvolveram actividades do Dia do bolinho e nem sempre saem à rua neste dia para cumprir a tradição.
antigamente todas as pessoas iam pedir os santinhos porque havia muita miséria e estas pediam por necessidade. Normalmente as pessoas punham as mesas com o que tinham em casa (comida e bebida) para os pobres que ali quisessem comer.
1 de Novembro é também Dia de todos os santos. E neste dia, as pessoas vão ao cemitério e visitam as campas dos entes queridos.
a festa do dia de Todos os santos é celebrada em honra de todos os santos e mártires, conhecidos ou não. a Igreja Católica celebra a Festum omnium sanctorum a 1 de Novembro seguido do dia dos fiéis defuntos a 2 de Novembro. a Igreja Ortodoxa celebra esta festividade no primeiro domingo depois do Pentecostes, fechando a época litúrgica da Páscoa. Na Igreja Luterana o dia é celebrado principalmente para lembrar que todas as pessoas baptizadas são santas e também aquelas pessoas que faleceram no ano que passou, pode ler-se na Wikipédia.
Essa celebração teve origem em antioquia no Oriente no século IV, e foi introduzida no Ocidente em Roma no século VI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *