Baltasar Garzón diz ter jurisdição e competência para julgar “um delito de genocídio em relação com assassínios, lesões e torturas”
Baltasar Garzón diz ter jurisdição e competência para julgar “um delito de genocídio em relação com assassínios, lesões e torturas”O juiz espanhol Baltasar Garzón diz ter jurisdição e competência para julgar um delito de genocídio em relação com assassínios, lesões e torturas de Marrocos contra o Sara Ocidental.
Este juiz da audiência Nacional espanhola – conhecido por ter intentado acções idênticas contra o antigo ditador chileno augusto Pinochet e os militares da junta militar da argentina – declarou a sua competência para julgar supostas torturas e assassínios de sarianos nos anos [19]70.
Garzón quer agora enviar as cartas rogatórias às autoridades judiciais marroquinas, que ocuparam pela força o território, depois da potência colonial, Espanha, ter abandonado o Sara Ocidental.
De acordo com o texto do juiz Garzón, no seu pedido aos tribunais do reino do Norte de África, é solicitado que os suspeitos da prática dos crimes de genocídio sejam notificados, mas também se pergunta se existe em Marrocos algum procedimento criminal contra os arguidos por estes factos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *