a missionação não tem de ser na Conchichina. a nossa rua está por missionar”, afirmou Catalina Pestana
a missionação não tem de ser na Conchichina. a nossa rua está por missionar”, afirmou Catalina Pestana a antiga provedora da Casa Pia de Lisboa defendeu que é mais difícil missionar o meu trabalho, a minha rua. Porque missionar é dar testemunho de, e nós costumamos fazer discurso de, referiu nos trabalhos da manhã do IV Congresso da Família Missionária da Consolata sobre Testemunhar a santidade na educação.
Hoje em dia é um desafio muito grande dar testemunho da fé cristã, católica, no século XXI. a ex-provedora da Casa Pia considerou mesmo que a massa dos católicos não somos adultos apetecíveis.
aos congressistas, salientou que há pessoas que nascem em contextos muito perturbados e encontram adultos de referência que, lhes fazem dar o salto. Recusando falar em testemunho de santidade, assinalou que nunca vi aluno nenhum mudar comportamento pelo discurso de algum adulto moralista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *