alinhamento do Presidente francês com Rabat põe em causa esforços da comunidade internacional para resolver o conflito deste território ocupado por Marrocos
alinhamento do Presidente francês com Rabat põe em causa esforços da comunidade internacional para resolver o conflito deste território ocupado por Marrocosas declarações do Presidente francês foram consideradas graves e inoportunas pela Frente Polisário, de acordo com a agência de notícias oficiosa deste movimento pró-independentista do Sara Ocidental, Sahara Press Service (SPS).
Este alinhamento de Paris e Rabat põe em causa os esforços da comunidade internacional para resolver o conflito deste território ocupado por Marrocos, denuncia o movimento. a Frente Polisário fala mesmo em fracasso.
De visita oficial a Marrocos, Nicolas Sarkozy parece ter adoptado uma posição ao arrepio da definida pelo próprio Conselho de Segurança das Nações Unidas, de que a França é membro permanente. Para o Presidente francês, citado pelo SPS, o plano de autonomia marroquina para o Sara Ocidental é sério e credível’ e constitui uma solução política, negociada e acordada entre as duas partes.
O Governo sariano no amílcar sustenta que estas afirmações são graves porque ignoram todas as resoluções das Nações Unidas e, acrescenta, constituem um encorajamento para a intransigência e um alinhamento com a posição do ocupante marroquino que tenta desesperadamente legitimar o seu facto consumado colonial [de ocupação], desprezando os princípios mais elementares da democracia.
O Sara Ocidental é um território com uma história idêntica à de Timor-Leste, mas o seu processo de autodeterminação encalhou no referendo que determinaria ou não esta mesmo autodeterminação. Marrocos tem colocado muitos obstáculos à sua realização, acordada em 1991, sempre com diferentes pretextos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *