Por ocasião do Dia contra o Tráfico de Seres Humanos, a 18 de Outubro, as organizações cristãs de 30 países exigem “mais coerência” à União Europeia
Por ocasião do Dia contra o Tráfico de Seres Humanos, a 18 de Outubro, as organizações cristãs de 30 países exigem “mais coerência” à União EuropeiaNuma declaração assinada por várias redes que operam neste âmbito, a Comissão das Igrejas para os Migrantes de Europa pede uma abordagem fundada sobre os direitos. Tal abordagem deverá incluir políticas europeias sobre a cooperação para o desenvolvimento, os direitos humanos, a não discriminação, as migrações e o direito de asilo.
Os signatários pedem à UE para assinar, ratificar e implementar a Convenção do Conselho de Europa sobre a acção contra o tráfico de seres humanos e a Convenção Internacional das Nações Unidas sobre a protecção dos direitos dos trabalhadores imigrantes e das suas famílias.
Demasiadas vezes, a luta contra o tráfico é vista como um sector à parte, afirma o representante da Comissão das Igrejas, Torsten Moritz. Os diferentes programas devem coordenar as abordagens dos diversos sectores para que os efeitos perdurem. O apelo à coerência que as organizações cristãs dirigem à UE deve ser também um compromisso dentro do trabalho eclesial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *