a CNJP entrega esta quarta-feira ao presidente do Parlamento o texto que quer reconhecer que “a pobreza é uma violação de direitos humanos”
a CNJP entrega esta quarta-feira ao presidente do Parlamento o texto que quer reconhecer que “a pobreza é uma violação de direitos humanos”Cerca de 20 mil pessoas fazem chegar esta quarta-feira a sua voz ao presidente da assembleia da República, Jaime Gama, para que este órgão de soberania reconheça que a pobreza é uma violação de direitos humanos. O texto foi proposto em Maio pela Comissão Nacional Justiça e Paz (CNJP), depois da realização de uma Conferência sob o tema Por um desenvolvimento global e solidário – um compromisso de cidadania.
Às 10 horas de quarta-feira, 17, Dia Mundial para a Erradicação da Pobreza, a CNJP traduz esse dia com uma vontade concreta, associando-se às iniciativas que, neste dia, por toda a parte, procuram chamar a atenção da opinião pública e dos Governos para a pobreza no Mundo, denunciando-a como uma situação intolerável, quando a Humanidade no seu todo dispõe de recursos materiais e de conhecimento suficientes para pôr termo a este flagelo social.
De acordo com um comunicado distribuído esta segunda-feira à comunicação social, a petição inclui não apenas cerca de 20 mil assinaturas individuais, como é subscrita por um conjunto de entidades com reconhecido empenhamento na defesa dos direitos humanos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *