Escrever um e-mail até segunda-feira aos ministros da UE para avançarem com sanções ao governo ditatorial da Birmânia é o propósito de uma acção
Escrever um e-mail até segunda-feira aos ministros da UE para avançarem com sanções ao governo ditatorial da Birmânia é o propósito de uma acçãoUm apelo directo aos ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia para avançarem com sanções à Junta Militar birmanesa é o que propõe a organização não-governamental avaaz.org, que tem dinamizado um conjunto de iniciativas à escala planetária a favor da democratização da Birmânia.
a reunião ministerial dos 27 tem lugar no Luxemburgo, já na próxima segunda-feira, e aí se discute a eventualidade de aplicação de sanções à Junta Militar que governa o país com mão-de-ferro há quatro décadas.
Segundo a avaaz.org, há três semanas, a UE prometeu solenemente intensificar as sanções ao regime birmanês se ele [reprimisse] violentamente os manifestantes [pró-democracia]. E avisam os promotores: Se a UE não agir agora, o regime birmanês verá isso como um sinal de que a pressão internacional não passa de conversa e não hesitará em cometer outras atrocidades.
a ideia para pressionar os governantes europeus passa por enviar uma avalanche de mensagens aos ministros de cada um dos países antes do encontro de segunda-feira: Podemos pressionar cada um deles a votar por sanções mais enérgicas e incentivos direccionados para instigar o regime ao diálogo – sem ferir os cidadãos comuns da Birmânia. E fica o endereço para onde é possíve protestar, junto de cada ministro, até segunda-feira:.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *