“Podemos ver (na nova igreja) um primeiro contraforte para o centenário das aparições, em 2017”, escreve monsenhor Luciano Guerra no editorial da Voz da Fátima
“Podemos ver (na nova igreja) um primeiro contraforte para o centenário das aparições, em 2017”, escreve monsenhor Luciano Guerra no editorial da Voz da Fátima90 anos depois do Milagre do sol, é sagrada e abençoada a igreja da Santíssima Trindade, um projecto pensado logo em Setembro de 1974. No editorial do jornal oficial do Santuário, Voz da Fátima, na edição de 13 de Outubro, o reitor do Santuário relembra alguns momentos históricos deste empreendimento.
ao fim de trinta e três anos, damos mil graças a Deus, refere Luciano Guerra agradecendo o trabalho iniciado pelo Serviço de ambiente e Construções do Santuário de Fátima e que culmina com a construção da nova igreja, uma obra levada a cabo pela Somague.
a data inicial pensada para inaugurar o templo era o ano 2000, como símbolo do Jubileu. O projecto inicial previa a realização de consultas e construção a partir de 1993, prevendo-se a inauguração em 2000, o que acabou por não se concretizar. Hoje, sete anos depois, fica ainda como marco do novo milénio, assinala o reitor.
a construção da nova igreja foi iniciada em 2004. além das diversas obras de arte de artistas de diferentes países, conta ainda com uma pedra do túmulo de São Pedro, junto ao altar, oferecida por João Paulo II em Março de 2004.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *