Organizações preparam texto que defenda junto da assembleia Geral da ONU a necessidade de suspender as execuções
Organizações preparam texto que defenda junto da assembleia Geral da ONU a necessidade de suspender as execuçõesUm rotundo não à pena de morte é a proposta que a amnistia Internacional, em conjunto com uma Coligação Mundial contra a Pena de Morte e outras organizações não-governamentais, está a promover nas últimas semanas, dirigida à 62a sessão da assembleia Geral da ONU.
Esta petição quer completar os esforços dos países que apoiam a resolução a favor da suspensão mundial das execuções como passo prévio à abolição da pena de morte. Para pressionar a reunião plenária e para que países de todas as regiões do mundo apoiem a resolução, o texto da petição a assinar prevê que o apoio da assembleia Geral da ONU a uma suspensão mundial das execuções será um feito notável para alcançar o objectivo de um mundo sem pena de morte.
a 10 de Outubro, Dia Mundial contra a Pena de Morte será um marco nesta iniciativa com o lema Não à pena de morte: o mundo decide – e um convite da Coligação Mundial contra a Pena de Morte para que se dirijam mensagens pessoais a todos os estados-membros da assembleia Geral das Nações Unidas, através do site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *