Ban Ki-moon disse ser “inaceitável” o uso da força pelas autoridades contra os manifestantes que protestaram pacificamente no país
Ban Ki-moon disse ser “inaceitável” o uso da força pelas autoridades contra os manifestantes que protestaram pacificamente no país a Birmânia necessita de dar passos decididos em direcção à democratização e ao respeito pelos direitos humanos, protegendo e acelerando um processo nacional do reconciliation, afirmou hoje Ban Ki-moon, secretário-geral das Nações Unidas, classificando como inaceitável o uso da força pelas autoridades contra os manifestantes que protestaram pacificamente nas últimas semanas no país.
Dirigindo-se a uma reunião do Conselho de Segurança, que ouviu também um relatório do seu conselheiro especial Ibrahim Gambari depois da visita deste à Birmânia, no início desta semana, Ki-moon disse que a hora é de diálogo sério e compreensivo entre o Governo da Junta Militar e a oposição política.
agora, mais do que nunca, o Governo da Birmânia deve dar passos decididos em direcção à democratização e ao respeito pelos direitos humanos, disse. O processo nacional de reconciliação deve ser acelerado e concretizado de forma tão inclusiva e transparente quanto possível.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *