a Santa Sé lança um apelo veemente a favor do respeito dos direitos humanos em todo o lado. O cardeal Jean-Louis Tauran assina a mensagem dirigida aos muçulmanos no final do Ramadão
a Santa Sé lança um apelo veemente a favor do respeito dos direitos humanos em todo o lado. O cardeal Jean-Louis Tauran assina a mensagem dirigida aos muçulmanos no final do RamadãoSeja as convicções pessoais ou comunitárias de cada um, como a prática da liberdade religiosa devem ser sempre respeitadas. É o apelo do presidente do Conselho Pontifício para o diálogo inter-religioso. O cardeal Jean-Louis Tauran, assina pela primeira vez, a mensagem da Santa Sé no final do Ramadão: Cristãos e muçulmanos, chamados a promover uma cultura de paz.
a liberdade de religião não se reduz à simples liberdade de culto, escreve o cardeal. É um dos aspectos essenciais da liberdade de consciência, que é própria de toda a pessoa e é a pedra angular dos direitos humanos. Só tomando em consideração esta exigência é que poderá construir uma cultura de paz e de solidariedade entre os homens.
a cultura de paz recusa toda e qualquer forma de violência. Esta não pode ter nunca motivações religiosas, pois ofende a imagem de Deus no homem. O cardeal Tauran apela às pessoas religiosas: Toca a cada um de nós ser, antes de mais, educadores a favor da paz, dos direitos do homem, de uma liberdade respeitadora de cada um.
Ninguém pode ser excluído da comunidade nacional por motivos de raça, religião, ou de qualquer outra característica pessoal, acrescenta o cardeal. a mensagem conclui com o voto de que cristãos e muçulmanos trabalhem juntos, com estima recíproca, em vista da paz e de um futuro melhor para todos os homens.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *