O Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) pediu ao Líbano a realização de eleições “livres e justas”, sem interferência estrangeira, informou a presidência francesa do Conselho
O Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU) pediu ao Líbano a realização de eleições “livres e justas”, sem interferência estrangeira, informou a presidência francesa do Conselho apelamos para a realização de eleições presidenciais livres e justas, em conformidade com as normas e calendários constitucionais libaneses e sem interferências estrangeiras , declarou o chanceler francês Bernard Kouchner, cujo país ocupa a presidência temporária do Conselho.
as eleições devem ser realizadas com base na união nacional e numa atmosfera livre de violência, medo e intimidação, em particular contra os representantes das instituições e o povo libanês, adianta o comunicado, segundo informa a aFP.
Esta é a resposta ao assassinato do deputado anti-Síria antoine Ghanem, que sofreu um atentado a 19 de Setembro, num subúrbio de Beirute. Morreram mais quatro pessoas. acima de tudo desejamos que esta eleição se desenvolva conforme a Constituição e os acordos de Taëf , que em 1990 encerraram a guerra civil do Líbano.
O Conselho de Segurança da ONU reiterou ainda apoio ao Tribunal Especial para o Líbano, encarregado de julgar aos responsáveis pelo assassinato do ex-primeiro-ministro Rafik Hariri, ocorrido em 2005.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *