a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) discorda de alguns pontos do projecto de decreto de lei para regulamentar a assistência religiosa nos hospitais, apresentado pelo governo
a Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) discorda de alguns pontos do projecto de decreto de lei para regulamentar a assistência religiosa nos hospitais, apresentado pelo governoO secretário da CEP Carlos azevedo, classificou o projecto de inconcebível e inaceitável , por não atender aos direitos do doente e não estar de acordo com tudo aquilo que aqui tem sido avançado neste sector , sobretudo através do trabalho da Coordenação Nacional das Capelanias Hospitalares.
À agência Ecclesia, o prelado adiantou que espera que o projecto seja revisto e não avance nos actuais moldes.
Reunidos esta manhã, os prelados portugueses analisaram as consequências da audiência com o primeiro-ministro, a 12 de Julho, onde foram abordados vários temas como a regulamentação da Concordata, e problemas em áreas como a educação, a solidariedade social, o sector da comunicação social, o acompanhamento espiritual dos doentes e dos presos, o apoio à família e à natalidade.
Em análise esteve também o programa da reunião do Conselho das Conferências Episcopais da Europa, que decorrerá em Fátima, de 4 a 7 de Outubro, e a visita dos Bispos da CEP ao Vaticano, que tem lugar de 3 a 12 de Novembro, a qual incluirá uma assembleia plenária do organismo episcopal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *