O governo português não vai receber oficialmente o líder espiritual budista e do Tibete no exílio que se desloca a Lisboa de 12 a 16 de Setembro
O governo português não vai receber oficialmente o líder espiritual budista e do Tibete no exílio que se desloca a Lisboa de 12 a 16 de SetembroOficialmente, Dalai Lama não é recebido por responsáveis do Governo português, como é óbvio, declarou aos jornalistas o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Luís amado. Uma decisão tomada pelas razões que são conhecidas, respondeu aos jornalistas quando questionado sobre os motivos da opção tomada.
Para participar na conferência pública e ensinamentos budistas, os bilhetes estão já esgotados e o líder espiritual budista vai manter encontros com deputados portugueses e com o alto Representante das Nações Unidas para a aliança das Civilizações, Jorge Sampaio. Será ainda convidado numa recepção oferecida pelo presidente da Câmara de Lisboa, antónio Costa.
Dalai Lama visitou Portugal em 2001 e desloca-se novamente a Lisboa entre 12 e 16 de Setembro a convite de várias instituições, como a Casa da Cultura do Tibete, Fundação Kangyur Rinpoche, União Budista Portuguesa, Faculdade de arquitectura da Universidade de Lisboa e Câmara Municipal de Lisboa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *