avaliar a situação no terreno é o propósito da visita da enviada especial das Nações Unidas
avaliar a situação no terreno é o propósito da visita da enviada especial das Nações Unidasavaliar a situação de um país dividido por um conflito militar, nomeadamente no campo da defesa dos direitos das crianças, é o propósito da visita da enviada especial das Nações Unidas à Costa do Marfim, iniciada esta quarta-feira.
a representante para as crianças e os conflitos armados, Radhika Coomaraswamy, centrará a sua atenção no desenvolvimento dos planos de acção que visam libertar crianças dos grupos armados e reintegrá-las nas suas comunidades.
Outro aspecto a ser trabalhado durante de Coomaraswamy é a violência sexual que se abateu sobre muitas das crianças após o termo da guerra civil que opôs o Governo central, que controla o Sul do país, e as forças rebeldes que tomaram o Norte em 2002, fracturando a Costa do Marfim, em Bouaké, a terceira cidade do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *