O comércio de pequeno armamento será vigiado na região e os exércitos devem ter um código de conduta
O comércio de pequeno armamento será vigiado na região e os exércitos devem ter um código de condutaUma iniciativa para controlar o comércio de armas pequenas e ligeiras na África central e um código de conduta para os exércitos e forças da segurança da região são os pontos fortes previstos na agenda de uma reunião sobre segurança na região que tem lugar em Yaoundé, República dos Camarões, esta semana.
a última reunião ministerial do comité consultivo para as questões de segurança na África central considerará também os mais recentes desenvolvimentos de segurança e geopolíticos entre os seus estados-membros, enquanto simultaneamente tem lugar uma conferência sobre segurança nas fronteiras.
Os participantes na reunião examinarão ainda a chamada Iniciativa de São Tomé para concretizar um instrumento legal de controlo de profusão pequenas pequenas e ligeiras numa região que, durante muito tempo, foi afectada por conflitos mortíferos.
O comité reúne-se duas vezes por ano ao nível ministerial, sob os auspícios das Nações Unidas, e compreende todos os 11 países da Comunidade Económica dos Estados africanos Centrais – angola, Burundi, Camarões, Chade, Congo (Brazaville),Guiné Equatorial, Gabão, República Centro-africana, República Democrática do Congo (ex-Zaire), Ruanda e São Tomé e Príncipe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *