O arcebispo anglicano sul-africano, Desmond Tutu, criticou fortemente o governo do Congresso Nacional africano. Saudou a vitória contra o “apartheid” e o clima de liberdade no país
O arcebispo anglicano sul-africano, Desmond Tutu, criticou fortemente o governo do Congresso Nacional africano. Saudou a vitória contra o “apartheid” e o clima de liberdade no paísao receber o doutoramento honoris causa na Universidade Nelson Mandela, no Cabo Oriental, Desmond Tutu contestou as posições dos líderes do Congresso Nacional africano (aNC) sobre o combate à Sida. Tal política tem resultado em milhares de mortes desnecessárias, à volta de 900 por dia. Os atrasos sistemáticos na implementação de um plano nacional de tratamento da pandemia foram objecto de críticas por parte do laureado.
O prémio nóbel da Paz, um dos mais dinâmicos activistas anti- apartheid no passado recente, referiu que os lutadores assassinados pelo antigo regime de minoria branca ficariam chocados se tomassem contacto com a enormidade do problema da criminalidade que hoje afecta o país.
Porque é que há tanta corrupção?, pergunta Desmond Tutu. Sem dúvida que eles ficariam chocados com o números daqueles que ainda vivem em barracas e pelo facto de o fosso entre ricos e pobres se ter acentuado tanto , concluiu o arcebispo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *