Conjunto de factores põe em causa fornecimento de comida a população da região que é “o celeiro do país”
Conjunto de factores põe em causa fornecimento de comida a população da região que é “o celeiro do país”Com um afluxo crescente de refugiados, a insegurança a aumentar, um novo período de seca e menores condições sanitárias voltaram a provocar uma uma deterioração dramática na região somaliana de Shabelle, em tempos vista como o celeiro do país.
agora, o Programa alimentar Mundial (PaM) lançou um apelo para recolher 22,4 milhões de dólares (16,4 milhões de euros) necessários para alimentar 1,2 milhões de pessoas e evitar uma ruptura no fornecimento de alimentos.
O número de pessoas necessitadas representa um aumento de 200 mil, face a estimativas anteriores. Sem novas ajudas, os alimentos começarão a escassear em Outubro neste país dividido por facções que se guerream mutuamente.
a região de Shabelle exporta geralmente produtos alimentares para outras regiões, mas este ano nem os locais se podem alimentar, pelo que os mais vulneráveis requerem a nossa ajuda, afirmou o director do PaM para a Somália, Peter Goossens.
Também famílias que fugiram da capital, Mogadíscio, por causa dos combates, necessitam de ajuda alimentar urgente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *