a revista alemã “Der Stern”adianta que vários filmes proibidos de propaganda nazi com conteúdos racistas e anti-semitas foram encontrados no Youtube
a revista alemã “Der Stern”adianta que vários filmes proibidos de propaganda nazi com conteúdos racistas e anti-semitas foram encontrados no Youtubeapós várias queixas da Comissão de Protecção de Menores alemã e várias outras entidades daquele país, o portal de partilha de vídeos, com sede nos Estados Unidos, continua sem reagir.
Vários responsáveis dos partidos políticos alemães já reagiram solicitando mesmo uma investigação criminal. Por sua vez, o organismo central da comunidade judaica na alemanha pediu ao governo alemão e à Justiça que inicie as diligências necessárias, acrescentando que está a analisar a possibilidade de avançar com um processo-crime contra o portal.
O secretário-geral da comunidade judaica, Stephan Kramer, declarou à agência associated Press (aP) que advogados do organismo também está a avaliar a possibilidade de avançar com um processo judicial contra a divulgação dos vídeos nos Estados Unidos.
Nos filmes figuram filmes de propaganda anti-semitas do antigo Partido Nacional Socialista alemão (NSDaP, sigla em alemão) como Jud Süss (Judeu doce), vídeos de música de bandas de extrema-direita, assim como inúmeros outros vídeos que engrandecem a guerra pela supremacia ariana e outros ideais de extrema-direita. Nos últimos oito meses, mais de 400 mil utilizadores viram o filme disponível no YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *