Fustigada por inundações desde o princípio do mês de agosto, a Coreia do Norte conta conta mais de 600 mortos ou desaparecidos
Fustigada por inundações desde o princípio do mês de agosto, a Coreia do Norte conta conta mais de 600 mortos ou desaparecidosas inundações provocadas por chuvas torrenciais, ventos violentos e deslize de terras causaram já milhares de feridos. as chuvas diluvianas provocaram perdas materiais colossais, o que acarreta dificuldades sem precedentes na vida da população, refere a agência nortecoreana KCNa.
Mais de 240. 000 casas ficaram total ou parcialmente destruídas ou inundadas. Mais de 100. 000 pessoas ficaram sem abrigo, e 900. 000 estão sinistradas. Milhares de urbanística públicos, escolas, hospitais e creches, assim como empresas importantes estão destruídas ou danificadas.
as inundações são as piores registadas no último decénio neste país asiático comunista, que sofre uma crise alimentar crónica. as inundações dos anos 90 tinham provocado uma fome, que, segundo as organizações humanitárias, causou a morte a dois milhões de pessoas. Passados dez anos, o país depende ainda da ajuda alimentar do estrangeiro para alimentar os seus 23 milhões de habitantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *