Ribeiro e Castro vai chefiar a missão de observadores às eleições para a assembleia Constituinte do Equador de 30 de Setembro
Ribeiro e Castro vai chefiar a missão de observadores às eleições para a assembleia Constituinte do Equador de 30 de SetembroO ex-presidente do CDS-PP estará à frente da delegação de cem pessoas dos 27 Estados-membros, da União Europeia que acompanhará o processo eleitoral no Equador, que designará os 130 elementos da assembleia Constituinte. O acompanhamento prolongar-se-á até à conclusão do processo eleitoral. Inclui a divulgação de resultados, recursos, queixas e decisões.
além de votar nestas eleições, os equatorianos residentes no estrangeiro vão, pela primeira vez, poder apresentar-se como candidatos à assembleia Constituinte. Os 130 eleitos redigirão uma nova Constituição.
Ribeiro e Castro afirmou à Lusa que a missão de observação irá garantir rigor e imparcialidade a todo o processo. Segundo o eurodeputado, a União Europeia olha com muito interesse [para] as eleições, que marcam um momento-chave na História do Equador e são decisivas para a estabilidade e democracia da américa Latina . a EU investirá 2,5 milhões de euros nestas eleições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *