Portadores do HIV/SID a vão ter acesso a medicamentos produzidos em Moçambique em parceria com o Brasil
Portadores do HIV/SID a vão ter acesso a medicamentos produzidos em Moçambique em parceria com o Brasilas autoridades moçambicanas vão proceder à construção de uma fábrica de produção de medicamentos anti-retrovirais em parceria com o Brasil. Moçambique poderá, deste modo, garantir os medicamentos necessários aos moçambicanos infectados pelo vírus da Sida.
O ministro da Saúde, Ivo Garrido, afirmou que a localização da fábrica, data de início de produção e custos do projecto só serão conhecidos após a realização do projecto executivo . Entretanto Francisco Luz, conselheiro da embaixada do Brasil em Maputo, afirmou que a fábrica pode estar operacional em 2009.
Decidiu-se que a construção da fábrica deve ser feita em módulos, afirmou o diplomata. Numa primeira fase pode-se optar por fazer um módulo de anti-retrovirais, depois de anti-maláricos e, seguidamente, de antibióticos.com o lucro monta-se o módulo seguinte . O custo do projecto ronda os 7,4 milhões de euros.
Mais de 16 por cento dos moçambicanos – cerca de 20 milhões – estão infectados com o vírus do HIV/SIDa. Cada dia regista-se uma média de 500 novos casos de infecção. O Brasil mantém um programa de cooperação internacional para acções de Controlo e Prevenção da Sida. O programa já beneficiou vários países, entre os quais Moçambique, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau, Cabo Verde e Timor-Leste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *