O Dia da Constituição da Ucrânia é celebrado esta terça-feira, 28 de junho. O Consolata Museu, localizado em Fátima, vai assinalar esta data, através de duas ações, que terão início pelas 18h45. Uma das ações prevê o leilão de um quadro que se encontra patente numa mostra temporária atualmente presente naquele museu. A obra é intitulada “Luta pelo sol”, e é oferecida pelo seu autor, Francisco Silva, que estará presente na sessão, “em favor da Ucrânia”.

O leilão vai contar com representantes da Comunidade Ucraniana em Portugal, nomeadamente Gabriel Timchyk, sacerdote e coordenador da capelania greco-católica ucraniana em Portugal, e Pavlo Sadokha, presidente da Associação de Ucranianos, conforme referem os responsáveis pelo museu dos Missionários da Consolata, em comunicado.

Para esta iniciativa, as pessoas são convidadas a levar um livro, no âmbito de uma campanha nacional, designada “Livros pela paz”, dinamizada pela Cooperativa Arte-Via. Neste contexto, estará presente Ana Filomena Amaral, escritora e representante do projeto. Os livros a doar podem ser infantis, para colorir, ou com histórias diversas, em idiomas como o português, inglês, ucraniano e russo. Segundo o cartaz de divulgação desta ação, pretendem-se reunir “dez milhões de livros para a Ucrânia”, o que corresponde a “um livro por cada português”.

O destino das obras já está traçado – “Vamos invadir a Ucrânia de livros, no dia que iniciar a paz” – afirmam os promotores da ação. Todas as pessoas que queiram dar o seu contributo para esta campanha podem deixar as suas ofertas no Consolata Museu, em Fátima, de terça-feira a sábado, entre as 10h00 e as 13h00, e das 14h00 às 17h00. A iniciativa é organizada pelo Consolata Museu e pela sua liga de amigos.

Tagged: