Bispos recolhem contribuições de cristãos e apresentam documento de preparação da Conferência de aparecida.
Bispos recolhem contribuições de cristãos e apresentam documento de preparação da Conferência de aparecida. a Igreja brasileira não quer perder de vista o rosto concreto dos pobres – crianças abandonadas, jovens sem futuro, mulheres marginalizadas, desempregados, idosos esquecidos, migrantes e excluídos de todo tipo -, assim como os novos rostos da pobreza por questão de género, étnica, etária, cultural, etc. .
a ideia é sublinhada no final de um documento agora tornado público pela Conferência Nacional dos Bispos Brasileiros, uma síntese das contribuições da Igreja no Brasil à Conferência de aparecida, o encontro que em Maio de 2007 reunirá neste santuário mariano a V Conferência Geral do Episcopado Latino-americano e do Caribe, confirmada pelo Papa Bento XVI em Outubro passado.
Na síntese publicada, é notada a forte ligação social da Igreja brasileira, com diversas notas a sublinharem a necessidade de reformular a compreensão da pobreza e da opção pelos pobres, no novo contexto do mundo globalizado ou de uma Igreja acolhedora de todos, também daqueles em situação especial, como os portadores de deficiências, os casais divorciados em segunda união, os homossexuais, etc. .
Sem tabus nos temas a propor para debate, os católicos brasileiros defendem ainda a ministerialidade da Igreja, enfatizada pelo Concílio Vaticano II, e a consequente necessidade da criação de novos ministérios, em especial para os leigos e, dentre eles, as mulheres.
O texto resulta de respostas dadas pelas diferentes dioceses e contribuições de institutos de teologia, congregações religiosas, movimentos e organismos de pastoral a um estudo lançado pelo episcopado brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *