O missionário da Consolata queniano, Peter Kariuki Kihara, é o novo bispo da diocese de Marsabit no norte do Quénia.
O missionário da Consolata queniano, Peter Kariuki Kihara, é o novo bispo da diocese de Marsabit no norte do Quénia. Bento XVI acaba de nomear para bispo de Marsabit, Pedro Kihara Kariuki de 52 anos, até agora bispo de Murang’a, a diocese onde os Missionários da Consolata iniciaram o seu apostolado em 1902.
Peter Kihara substitui ambrósio Ravasi, de 77 anos, que lhe entrega a diocese depois de 25 anos de episcopado. Marsabit é uma diocese enorme com uma superfície mais ou menos igual à de Portugal continental.
Habitada por diversas tribos nómadas, entre as quais uma das mais pequenas tribos do país, os El Molo, que são pouco mais de uma centena. Há mais ou menos um ano na diocese de Marsabit aconteceram grandes distúrbios sociais com chacinas e centenas de desalojados especialmente membros das tribos Gabra e Borana.
O novo bispo de Marsabit herda uma diocese difícil, onde o seu espírito e tempera de missionário serão largamente postos à prova. Este é um dos casos em que um bispo é transferido não por conveniências de promoção, mas simplesmente pelo facto de ele ser missionário. a sua nova diocese apresenta desafios que um missionário mais facilmente pode enfrentar.
Muitos amigos da Consolata em Portugal recordarão o bispo Peter Pedro Kihara. Ele presidiu há bem poucos anos a uma das tradicionais peregrinações da grande família missionária da Consolata, a Fátima. Então falou sobre a sua experiência de missionário na Colômbia e bispo no Quénia. Em nome dos seus amigos de Portugal desejei-lhe pessoalmente muitas felicidades e prometi as vossas orações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *