Trinta e sete mulheres morreram vítimas de violência doméstica. Em Espanha, o número atinge 87 mortes.
Trinta e sete mulheres morreram vítimas de violência doméstica. Em Espanha, o número atinge 87 mortes. Denunciar e alertar as autoridades e a sociedade para uma situação preocupante em Portugal, é o objectivo do estudo apresentado pela União de Mulheres alternativa e Resposta (UMaR), para assinalar o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, a 25 de Novembro.
O estudo refere a morte de 37 mulheres mortas, no período entre Novembro de 2005 e Novembro de 2006, em Portugal. Em Espanha, morreram no mesmo período, 87 mulheres vítimas de violência doméstica.
O número é superior mas se analisarmos que Espanha tem três vezes mais população que Portugal podemos ver que a situação no nosso país é realmente preocupante, salientou Elisabete Brasil.
a presidente da UMaR defendeu a necessidade de uma estratégia global que passa por casas de abrigo e pela existência de instrumentos de análise para avaliar o risco quando as mulheres recorrem aos centros de atendimento.
Dotar a PSP e a GNR de gabinetes especiais para atender as vítimas e a realização de um trabalho de proximidade no terreno junto das várias associações são, no entender de Elisabete Brasil, outras formas de combater a violência doméstica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *