Foram detidos dois indivíduos suspeitos de envolvimento no assassínio da missionária portuguesa, Idalina Gomes e do jesuíta brasileiro, Waldir dos Santos.
Foram detidos dois indivíduos suspeitos de envolvimento no assassínio da missionária portuguesa, Idalina Gomes e do jesuíta brasileiro, Waldir dos Santos. Os indivíduos, cujas identidades não foram reveladas, terão efectuado um trabalho prévio de reconhecimento do local onde na madrugada de segunda-feira foi cometido o crime, a Missão da Fonte Boa, no distrito de Tsangano, província de Tete.
a detenção foi feita com base nas informações prestadas por um irmão jesuíta que sobreviveu ao ataque. Na altura da detenção os indivíduos tentavam escapar ao cerco policial, dirigindo-se para o Malawi através da fronteira de Tsangano.
as autoridades acreditam que o crime terá sido cometido por um grupo de seis homens, composto por nacionais dos dois países, e que estes tentarão regressar às suas casas logo que seja aliviada a vigilância sobre a fronteira. Os corpos da missionária portuguesa e do padre brasileiro encontram-se na morgue da cidade de Tete, capital da província com o mesmo nome. O de Idalina será enviado para Portugal onde será sepultada na terra natal, aguiar da Beira, distrito da Guarda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *