O ataque à missão de Fonte Boa, em Tete, Moçambique, poderá ter sido um “ajuste de contas”. as autoridades encaram esta possibilidade.
O ataque à missão de Fonte Boa, em Tete, Moçambique, poderá ter sido um “ajuste de contas”. as autoridades encaram esta possibilidade. Há poucos meses, numa tentativa de furto de um veículo na Missão um dos assaltantes foi morto e acreditamos que este assalto tenha sido uma retaliação.
a missionária e o padre jesuíta foram mortos por um grupo de homens armados que irromperam pela Missão da Fonte Boa, atacando igualmente as casas onde vivem padres e missionárias, deslocando-se em quatro jipes.
O padre foi morto a tiro e, de seguida, picado com uma faca e a missionária foi morta por asfixia e picada na bexiga, mas não roubaram nada, pelo que achamos que devem ter vindo vingar o morto do outro assalto, adianta a Lusa.
Idalina, de 30 anos, preparava-se para voltar a Portugal em Novembro, depois cumprir mais um ano de trabalho missionário na área, ligada à agricultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *