a amnistia Internacional (aI) em Portugal manifestou-se contra a condenação de Saddam Hussein à pena de morte, por enforcamento. Esta sentença “não serve as vítimas”, diz.
a amnistia Internacional (aI) em Portugal manifestou-se contra a condenação de Saddam Hussein à pena de morte, por enforcamento. Esta sentença “não serve as vítimas”, diz. a amnistia Internacional (aI) está contra a condenação. Há muitos anos que temos vindo a denunciar as atrocidades cometidas por Saddam Hussein. No entanto, consideramos que esta condenação não serve as vítimas e, por isso, deveria ser feito um novo julgamento , afirmou à Lusa, Cláudia Pedra, da aI Portugal.
Para esta responsável, Saddam Hussein deve ser julgado novamente, desta vez no Tribunal Pena Internacional. Ele ainda está a ser julgado pelos crimes cometidos contra milhares de curdos , assinalou Cláudia Pedra, lembrando que a condenação hoje anunciada não serve as vítimas.
a amnistia Internacional tem vindo a criticar o processo de Saddam Hussein e a forma como decorreu o julgamento, com audiências tumultuosas, advogados assassinados e juízes demitidos. Saddam foi condenado, 4 de Novembro, à pena de morte por crimes contra a humanidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *