Dois longos minutos de aclamação assinalaram o final da comunicação de Nicolas Buttet. Uma exposição sobre a eucaristia orientada para a “tribo” da Igreja, que enchia a enorme basílica Koekelberg.
Dois longos minutos de aclamação assinalaram o final da comunicação de Nicolas Buttet. Uma exposição sobre a eucaristia orientada para a “tribo” da Igreja, que enchia a enorme basílica Koekelberg. Nicolas Buttet iniciou a sua exposição com o testemunho da sua vocação. Jurista de formação e deputado do parlamente regional de Valais, foi ordenado sacerdote em 2004. Foi membro do conselho pontifício de Justiça e Paz, antes de fundar a faternidade Eucharistein em 1997. acolhe pessoas em dificuldade e dedica-se a missões de evangelização.
Com uma linguagem teológica moderna, o orador apresentou a eucaristia na vida da Igreja e do mundo. Depois de se debruçar sobre as dimensões eclesial e social da eucaristia, augurou que o homem devorado pelo consumismo, seja transformado pela contemplação da eucaristia.
Na eucaristia os sofrimentos do cristão são abraçados por Cristo. a missão da vida cristã não consiste tanto em combater as trevas, mas pôr em evidência o que está iluminado com a presença de Cristo no tabernáculo.
Pela eucaristia a vida dos cristãos é contemporânea desta história de há dois mil anos. a eucaristia torna-se um compromisso no dia a dia do cristão: Se vós sois discípulos do Ressuscitado, fazei gestos dignos d’Ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *