O adulto na fé é o protagonista e animador vocacional, por excelência, afirmou amedeo Cencini, durante os trabalhos da manhã do III Fórum nacional das vocações que decorre em Fátima.
O adulto na fé é o protagonista e animador vocacional, por excelência, afirmou amedeo Cencini, durante os trabalhos da manhã do III Fórum nacional das vocações que decorre em Fátima. Trata-se de um crente adulto na fé, ou seja, alguém, que depois de ter recebido o dom da fé torna-se bem doado.
O animador vocacional é este crente adulto, na plena maturidade, crescido na maturidade da fé, tornando-se activo na fé e não apenas consumidor de sacramentos, como acontece muito nas nossas paróquias, realçou perante uma plateia de 257 participantes, nos trabalhos sob o tema: Paróquia lugar vocacional .
a paróquia deve ser uma comunidade cristã normal que faz crescer de maneira normal, vocações normais. Mas para que estas vocações nasçam é preciso que haja um animador com tempo para acompanhar as pessoas no seu processo de discernimento, um tempo de escuta, referiu.
a crise vocacional é crise de educadores. Pensemos nos abortos vocacionais por causa do vazio educativo, apontou referindo que em Itália, um milhão de jovens pensou seriamente em seguir um percurso de vida religiosa mas que não tendo sido acompanhados acabaram por abandonar esta opção.
Se nós fazemos uma verdadeira pastoral vocacional e fazemos tudo para criar uma cultura vocacional, torna-se terreno onde nascerão muitas vocações consagradas, defendeu em vez das habituais queixas da falta de falta de sacerdotes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *