” a religião está muito privatizada e o nome de Deus muitas vezes não é sequer mencionado”. Bispo auxiliar de Bruxelas apela a que comunidades dêem testemunho.
” a religião está muito privatizada e o nome de Deus muitas vezes não é sequer mencionado”. Bispo auxiliar de Bruxelas apela a que comunidades dêem testemunho. Desejamos abrir as portas das igrejas, sair às ruas e dizer quem somos. Sem pretensões e sem imposições: simplesmente mostrar que ali estamos e que queremos ser solidários com as alegrias e os sofrimentos dos nossos dias, escreve Jozef De Kesel, bispo auxiliar de Bruxelas, a propósito do Congresso Internacional para a Nova Evangelização (ICNE)que decorre de 28 de Outubro a 5 de Novembro, em Bruxelas, Bélgica.
O prelado defende que o Congresso para a Evangelização é também uma oportunidade igualmente para voltar às fontes e aprofundar a fé nas nossas comunidades. Só poderemos brilhar lá fora se algo da primeira Igreja de Pentecostes for palpável e visível em nós. Mas não queremos apenas aparecer para o exterior. Se dizemos Vinde e vede, é preciso que haja alguma coisa para ver, salienta Jozef De Kesel. Fé e Cultura contemporânea é o tema deste ICNE. Mais informações sobre este congresso que se realiza em Bruxelas em https://bruxelles-toussaint2006. be.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *