Dois milhões de bebés morrem todos os anos logo no primeiro dia de vida, adianta um relatório da organização Save the Children.
Dois milhões de bebés morrem todos os anos logo no primeiro dia de vida, adianta um relatório da organização Save the Children. O estudo indica que, em 2006, quatro milhões de bebés morrem durante o primeiro mês de vida, um total equivalente ao número de nascimentos na União Europeia à excepção do Reino Unido.
as mortes dos recém-nascidos são tão comuns em muitas partes do mundo em vias de desenvolvimento que os pais evitam dar nomes aos seus filhos até que tenham três meses de vida , sublinha o director-geral da organização alberto Soteres,
Mais de dois terços das mortes de recém-nascidos ocorrem na China e na Índia, ainda que a proporção mais elevada de mortes ocorra na África subsariana, onde uma em cada cinco mães perdeu pelo menos um filho à nascença.
Há uma melhoria significativa na américa Latina, onde seis nações conseguiram reduzir para metade o número de mortes de recém-nascidos, ainda que uma em cada 35 mães tenha perdido um recém-nascido.
Para além das péssimas condições básicas de saúde materno-infantil, o relatório faz referência à ignorância e às tradições prejudiciais para a mulher , que também contribuem para elevar a mortalidade infantil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *