Desconhecidos assassinaram um pastor protestante com arma de fogo na província de Sulawesi, na Indonésia, segundo a imprensa local.
Desconhecidos assassinaram um pastor protestante com arma de fogo na província de Sulawesi, na Indonésia, segundo a imprensa local. O reverendo Irianto Kongkoli foi atingido na cabeça, segundo revela uma testemunha, enquanto fazia compras num armazém da capital provincial de Palu. a cidade dista 1. 650 quilómetros de Jacarta.
a situação é muito tensa na região. Recorde-se que a 22 de Setembro foram executados três militantes cristãos, acusados de terem fomentado a violência entre cristãos e muçulmanos na região de Poso, entre 1998 e 2001. Nessa ocasião o pastor insurgiu-se publicamente contra o que ele considerou uma clara violação dos direitos humanos.
O eclesiástico assassinado, Irianto Kongkoli, de 40 anos, pastor protestante, era secretário-geral da Comunhão das Igrejas indonésias das ilhas Sulawesi centrais. Trata-se de uma associação ecuménica cristã.
O pastor foi agredido por dois homens, que se aproximaram dele numa moto. Um deles disparou-lhe dois tiros na nuca, à queima roupa. Segundo as testemunhas, o pastor caiu morto no mesmo instante.
Cerca de 90 por cento dos 220 milhões de indonésios são muçulmanos. Em Palu, como noutras regiões, os cristãos chegam a ser cerca de metade da população.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *