British airways suspende funcionária por uso de cruz. Nadia Eweida está indignada.
British airways suspende funcionária por uso de cruz. Nadia Eweida está indignada. Só aos cristãos se proíbe exprimir a sua fé. Quem o diz é Nadia Eweida, 55 anos, que trabalha nos serviços de facturação da companhia no Terminal 4 do aeroporto londrino de Heathrow e que foi enviada para casa por se recusar a retirar a cruz.
No entanto a British airways permite às muçulmanas o uso de um lenço, aos sikh usarem turbante e outros símbolos religiosos, disse a funcionária. a British airways admite que os empregados uniformizados possam usar joalharia, incluindo símbolos religiosos. Mas a nossa política é que esses artigos só podem ser levados sob o uniforme, não sendo, pois, uma proibição, explicou o porta viz da transportadora ao jornal Daily Mail.
Eweida, que trabalhou para a transportadora aérea durante os últimos sete anos, vai proceder judicialmente contra o seu empregador por discriminação religiosa. Foi suspensa do emprego, durante duas semanas, por transgredir o código de vestuário da companhia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *