antónio Marto fala da misericórdia divina e da necessidade de fé para uma conversão profunda e regeneradora.
antónio Marto fala da misericórdia divina e da necessidade de fé para uma conversão profunda e regeneradora. Na figura da pecadora, podemos ler os dramas da vida de cada um e da humanidade. Ela é imagem de uma humanidade que experimenta tremendas desilusões e gritos de desespero porque não consegue ser verdadeiramente humana; que se apercebe dos gérmenes de violência, ódio, crueldade e morte que traz consigo, mas que clama e espera por redenção. Quando desespera, está perdida; quando perde os horizontes de esperança, fecha-se, envelhece, morre, suicida-se. Este foi o retrato feito da actual sociedade por antónio Marto que presidiu à peregrinação de 13 de Outubro, no Santuário de Fátima.
E este é um mundo que precisa da misericórdia divina, defendeu: Se acreditarmos no seu amor (de Deus) e no seu perdão regenerador, a nossa conversão será profundamente sincera e não fruto do medo de um Deus justiceiro.
Nesta eucaristia damos início ao ano da Misericórdia, para comemorar essa extraordinária manifestação da misericórdia através de Maria, aqui na Cova da Iria, há 90 anos, referiu, também o prelado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *