Bispo apela a autoridades para cuidarem melhor da “montra do país”. Reitor fala de “burocracia”.
Bispo apela a autoridades para cuidarem melhor da “montra do país”. Reitor fala de “burocracia”. apelo às autoridades (centrais e locais) para terem em conta o interesse e o caminho que merece este lugar que é a montra do país e que, se não for por outro motivo, do ponto de vista económico é chamariz, é mola porque traz aqui cinco milhões de pessoas, afirmou o bispo da diocese de Leiria-Fátima, referindo-se à imagem desordenada da cidade que tem o santuário mariano.
O próprio antónio Marto diz ter estranhado este ambiente, quando assumiu as funções de prelado em Junho deste ano.
Tenho pena que a Fátima esteja ligada um juízo critico sobre a dimensão estética por causa desse comércio kitsh que existe à volta do Santuário, frisou.
Certo que a autarquia oureense não é responsável, o reitor do Santuário de Fátima manifestou a sua pena por não se ter instituído o concelho de Fátima.
E culpou uma certa burocracia para justificar o estado da cidade, adiantando que o poder central não se tem interessado devidamente por Fátima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *