Madrid oferece apoio ao desenvolvimento em troca de acordo para controlar a emigração clandestina.
Madrid oferece apoio ao desenvolvimento em troca de acordo para controlar a emigração clandestina. O repatriamento de clandestinos, entrados ilegalmente em Espanha, leva o ministro espanhol dos Negócios Estrangeiros ao Senegal, Guiné e Gambia. O objectivo da viagem é negociar o regresso dos emigrantes aos seus países de origem e opor-se à migração clandestina.
Em troca o ministro propõe medidas de apoio ao desenvolvimento e a utilização das vias legais para a emigração. a França e o Senegal já assinaram um acordo semelhante em Setembro passado. Os dois países pretendem gerir de modo concertado a migração.
Madrid tem desenvolvido esforços diplomáticos para travar o afluxo em massa de emigrantes sem documentos ao arquipélago das Canárias.
Em meados de Setembro iniciaram-se os voos de repatriamento a partir das Canárias. Continuam a fazer-se a um ritmo de dois ou três aviões por dia, segundo uma fonte da diplomacia espanhola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *