O presidente do apostolado Mundial de Fátima está convicto que nenhum cristão ficará em casa e todos votarão na defesa da vida.
O presidente do apostolado Mundial de Fátima está convicto que nenhum cristão ficará em casa e todos votarão na defesa da vida. Creio que Portugal aderirá em massa ao referendo e ninguém ficará em casa para ser cúmplice da aprovação do aborto, afirmou o professor américo Ortiz, presidente do apostolado Mundial de Fátima.
No final dos trabalhos do congresso que reuniu 400 participantes de 39 países, este responsável mostrou-se confiante na resposta do povo português, no referendo sobre o aborto.
a grande massa do povo que é católico e mariano, todos os cristãos devem defender a cultura da vida. Senão as consequências podem ser graves por muitos olham para Portugal como o último depósito da fé e da promessa de Nossa Senhora.
Se queremos paz e felicidade devemos colocar em prática o pedido de Nossa Senhora de Fátima. O povo português é portador desta mensagem e não pode trair esta mensagem. Por isso devem ser autênticos e ter a própria identidade nacional, não tem porque imitar outros países que têm uma vida degradada de crise moral e espiritual e religiosa. Devem olhar para o céu e seguir modelo de perfeição, referiu.
Com este congresso subordinado ao tema da vida, queremos associar o apostolado mundial de Fátima com um apostolado mais activo na missão da nova re-evangelização, explicou américo Ortiz. E fazê-lo através da mensagem de Fátima, porque é o caminho para construir a paz, através da oração, obras de caridade mas sobretudo através da nossa confiança em Deus.
É importante que os países europeus se voltem para Deus e não vivam na ilusão da auto-suficiencia, porque com a ciência e a tecnologia e já não precisam de Deus, salientou o presidente do apostolado Mundial de Fátima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *